Blog

vistoria de imóveis

Vistoria de imóveis: entenda o que é e como ela é feita

por URBS Imobiliária - Publicado em 26 de julho de 2019
vistoria de imóveis
Tempo de leitura 6 min

Ao alugar ou comprar um imóvel para morar, é preciso lidar com alguns documentos com o objetivo de regularizar o contrato. O laudo de vistoria de imóveis é um deles, mas gera muitas dúvidas nas partes envolvidas.

A elaboração desse laudo é um cuidado fundamental para trazer segurança às partes e evitar transtornos após a mudança. Então, se você não quer ter dores de cabeça após assinar o contrato, é importante entender como funciona esse procedimento.

Ficou interessado no assunto? Continue a leitura deste post e esclareça as principais dúvidas sobre a vistoria de imóveis!

O que é a vistoria de imóveis?

A vistoria é uma inspeção detalhada feita na propriedade, para avaliar o estado de conservação, funcionamento e outras informações importantes ao negociar o contrato.

O objetivo é atestar as características do imóvel, a fim de verificar se elas estão de acordo com o que foi ofertado ou se são necessários reparos para que ele atenda ao que foi acordado e ofereça plenas condições de uso.

Como o imóvel pode sofrer deteriorações pelo tempo de uso ou devido à qualidade dos materiais utilizados, a vistoria analisa todas as particularidades, com a descrição da propriedade e fotografias.

Qual a importância dessa vistoria?

Na locação a vistoria fundamental pois atesta as condições de imóvel no momento da entrega das chaves ao inquilino. Assim, caso surjam problemas fica mais fácil comprovar qual foi a origem e quem é responsável pelos reparos.

Além disso, ao alugar um imóvel o inquilino assume a responsabilidade de devolvê-lo ao proprietário nas mesmas condições, exceto nos casos de desgastes comuns pelo uso. Portanto, esse é um documento fundamental para que as partes identifiquem as suas obrigações corretamente.

No momento da entrega das chaves, é feita uma nova vistoria com o objetivo de comparar o estado do imóvel no início e no término do contrato de locação. Caso sejam necessários reparos, o proprietário poderá solicitá-los ao inquilino.

Nos contratos de compra e venda a vistoria também é importante para que o comprador verifique todos os detalhes do imóvel. Se ele foi comprado na planta, por exemplo, esse é o momento de identificar se segue as características do memorial descritivo.

Se forem identificados detalhes durante o procedimento que não condizem com o que foi ofertado, o comprador pode solicitar os reparos ou negociar a melhor forma de solucionar a questão com o vendedor.

Portanto, a vistoria de imóveis é fundamental para assegurar todos os direitos das partes, porque servirá de prova caso surjam discussões a respeito da necessidade de reparos na propriedade.

Como a vistoria de imóveis é realizada?

Para esse procedimento, um vistoriador fará uma análise completa do imóvel, acompanhado das partes interessadas. O laudo deve contar a descrição de diversos itens, conforme explicaremos a seguir.

Condições gerais

As condições gerais são um dos principais pontos na hora de avaliar um imóvel. Aqui, o vistoriador precisa analisar características como:

  • conservação e pintura da fachada do imóvel;
  • condições estruturais, para verificar se existem rachaduras, infiltrações, mofos e outros problemas nas paredes, colunas, vigas e forros.

Se for uma casa, é necessário analisar detalhes como portões, muros, calçadas e demais espaços externos. Em qualquer tipo de imóvel, a existência de grades nas janelas ou telas de proteção devem ser avaliadas.

Portas e janelas

Durante a vistoria de imóveis, é preciso dar atenção especial às portas e janelas, principalmente porque são importantes para a circulação de pessoas, a iluminação do ambiente e a segurança do morador. Avalie os seguintes itens:

  • funcionamento das fechaduras e maçanetas;
  • arranhões ou danos na pintura;
  • presença de cupins;
  • sinais de ferrugem;
  • instalação das dobradiças, batentes e trilhos;
  • rachaduras ou arranhões nos vidros.

Abra e feche todas as portas e janelas, inclusive as trancas, para ter certeza de que não apresentam nenhum problema. Observe, também, se o imóvel está com todas as chaves necessárias.

Acabamentos utilizados

Todos os acabamentos do imóvel devem ser verificados. Em relação aos pisos e paredes, os cuidados variam de acordo com o tipo de material utilizado, mas, em geral, é necessário avaliar questões como:

  • rachaduras ou trincas;
  • manchas na pintura;
  • falhas nos rejuntes;
  • arranhões;
  • ondulações;
  • desníveis.

Nesse momento, o contrapiso e os rodapés também precisam ser analisados. Muitas vezes, o teto é esquecido no momento da vistoria, mas ele deve ser observado com cuidado. Verifique se existe algum problema com o reboco, pintura ou com os detalhes do rebaixamento em gesso, se for o caso.

Sistema elétrico e hidráulico

Essa é uma parte essencial da vistoria, pois influencia diretamente nas condições de uso e moradia do imóvel. A análise da parte elétrica e hidráulica inclui itens como:

  • estado da caixa de distribuição de energia;
  • funcionamento de disjuntores, tomadas e interruptores;
  • funcionamento de torneiras, chuveiros e descargas;
  • existência de vazamentos, entupimentos ou infiltrações.

Se o imóvel ainda não conta com alguns acabamentos, como lâmpadas, torneiras e outros itens, a vistoria fica mais complicada. Nesse caso, é fundamental contar com um profissional especializado para ter mais segurança, pois ele conta com equipamentos para avaliar esses itens.

Quais os cuidados adotar em relação ao laudo de vistoria?

O documento deve ser elaborado por um profissional e assinado pelas partes. Portanto, após a conclusão do laudo, é preciso ler com atenção para ver está de acordo com todos os termos e, caso encontre algum problema, solicite as alterações.

Ele só deve ser assinado quando você concordar com todas as informações e qualquer item negociado precisa ser incluído no laudo e no contrato. Lembre-se de que diante de qualquer problema detectado no imóvel, esse é o documento que comprovará as condições em que ele foi entregue e os direitos de cada parte.

Como são diversos detalhes observados e registrados na vistoria de imóveis, é fundamental contar com apoio profissional. Para isso, procure uma imobiliária quando for alugar ou comprar um imóvel, pois os corretores fornecem todo o suporte necessário para que você tenha segurança no negócio.

Gostou deste post? Se você ainda tem dúvidas sobre os procedimentos envolvidos na compra ou locação de um imóvel, ou está em busca do lugar ideal para morar, entre em contato conosco e descubra como a URBS pode ajudar!


Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Categorias: Mercado e Investimentos