Blog

tipos de apartamentos

Quais os principais tipos de apartamentos e como escolher o melhor?

por URBS Imobiliária - Publicado em 21 de agosto de 2019
tipos de apartamentos
Tempo de leitura 6 min

Você já deve ter reparado que, além do apartamento tradicional, novas construções vêm ganhando espaço no mercado imobiliário e, diante desse cenário, surgem novos tipos de apartamentos. Trata-se de ambientes que misturam estilos e tamanhos diversos, cada um com suas características particulares.

Isso decorre principalmente da alta concorrência, que leva as construtoras a traçarem um imóvel conforme as expectativas dos clientes, além da falta de espaço para novas construções, principalmente nas grandes cidades. Esses fatores provocaram a reformulação das estruturas verticais, transformando-as em novos ambientes, fato que vem se tornando uma tendência cada vez mais valorizada dentro do setor imobiliário.

Ainda, tão importante quanto conhecer os atributos do imóvel é ter cautela e fazer pesquisas na hora de escolher um apartamento. Para isso, devem ser avaliados diversos aspectos, como localização, tamanho, funcionalidades, segurança, conforto, etc.

Neste artigo, você vai conhecer os principais tipos de apartamentos existentes no mercado imobiliário e as principais peculiaridades de cada um. Assim, ficará mais fácil fazer a sua escolha, caso você esteja em busca de um imóvel. Confira!

Apartamento tradicional

O apartamento tradicional é aquele padrão que estamos acostumados a ver. A planta desse imóvel apresenta divisões internas entre os cômodos bastante definidas. Assim, ambientes como quartos, sala de estar, sala de jantar, cozinha, banheiros e varanda são delimitados de forma clara.

Geralmente, a caracterização desse imóvel costuma especificar a quantidade de quartos ou suítes, além do número de vagas na garagem. Desse modo, é comum se deparar com anúncios do tipo: “apartamento de um quarto”, “apartamento com suíte”, “apartamento com dois quartos” etc. Assim, quando você encontrar esse tipo de publicação, saiba que ela está se referindo ao apartamento padrão.

Como ele é o mais tradicional dos tipos, costuma ser também o mais vendido. Isso significa que, na maioria das vendas, ele é a escolha final dos compradores interessados em adquirir imóveis, afinal, eles estão mais acostumados com esse estilo. No entanto, não é necessário se prender a um modelo cultural. Por isso, também vamos apresentar outros tipos de apartamentos que podem ser uma ótima escolha para o seu negócio.

Kitnet

Kitnet (ou quitinete) é o modelo de apartamento compacto e de metragem menor. As suas proporções são pequenas, se forem comparadas a um apartamento padrão. O conceito desse tipo de imóvel é justamente economizar espaço.

O kitnet apresenta dois cômodos (sala-quarto ligada à cozinha e um banheiro) ou três (sala-quarto, cozinha e banheiro). Ou seja, esses ambientes costumam ser embutidos em uma única área útil, onde não há divisões específicas. Nesse sentido, o dormitório costuma ser integrado à sala e até mesmo à cozinha. Geralmente, a divisão é apenas com o banheiro.

Em regra, a sua metragem não ultrapassa 40 metros quadrados. Devido à estrutura pequena, esse tipo de imóvel é recomendado para pessoas solteiras e que moram sozinhas, ou para um casal sem filhos.

Estúdio

O estúdio é um apartamento de pequenas proporções, que pode lembrar a estrutura das quitinetes, conforme vimos acima. Os estúdios apresentam divisões entre os cômodos, portanto, costuma haver paredes separando a sala, a cozinha, o quarto e o banheiro — diferente dos lofts.

Lofts

Os lofts são uma criação norte-americana que veio ganhando fama a partir da década de 70 e têm se tornando cada vez mais populares nas construções imobiliárias pelo Brasil afora.

Inicialmente, esse tipo de ambiente surgiu como uma solução bem útil que preservava os moradores locais dos Estados Unidos contra o elevado valor dos imóveis. Assim sendo, os lofts herdaram as características dos galpões e barracões que existiam nas antigas fábricas e indústrias daquela época, ambientes que foram reformados e utilizados como residências.

A principal característica do loft é a ausência de ambientes privativos, uma vez que não há divisões entre os cômodos, salvo as paredes nos banheiros. Sendo assim, ele consiste em um apartamento moderno que traz a impressão de um ambiente amplo e arejado. Além disso, a estrutura costuma conter janelas amplas. É um local ideal para moderadores solteiros ou, no máximo, um casal.

Duplex

O duplex apresenta um amplo recinto, geralmente bem maior do que aqueles que os apartamentos tradicionais oferecem. A maior característica desse tipo de imóvel é a existência de dois andares. Muitos podem, inclusive, conter elevadores privativos dentro do próprio espaço.

Geralmente, eles ocupam dois andares e, por isso, os apartamentos duplex costumam se localizar no último andar e na cobertura. Entretanto, é possível serem encontrados nos primeiros andares. Pelo fato de apresentarem grandes espaços, eles costumam ter dois ou mais quartos e suítes. Nesse sentido, ele é recomendado para um casal com filhos ou uma família maior.

Tríplex

O tríplex consiste em um empreendimento de luxo. Trata-se de um investimento imobiliário custoso e de alto padrão, muito procurado por pessoas de elevado poder aquisitivo.

Seguindo o raciocínio dos apartamentos duplex, o tríplex, por sua vez, é uma construção que apresenta um ambiente amplo e vários cômodos que estão dispostos em três andares privativos. O terceiro andar costuma ficar na cobertura e oferece uma vista panorâmica, além de piscinas, jardins e áreas privadas. Tudo para garantir o conforto e o lazer dos moradores.

Como você pode ver ao longo do artigo, esses são os principais tipos de apartamentos disponíveis para negociação no mercado imobiliário. Antes de fazer a escolha, é essencial avaliar as suas necessidades para poder definir qual é o melhor tipo de imóvel para você. Além disso, devem ser considerados alguns aspectos como segurança, incidência da luz solar, área do imóvel, existência de comércio ao redor da vizinhança, acessibilidade, valorização de longo prazo, existência de vagas de garagem etc.

Diante de tantos nomes e projetos imobiliários, pode ser que você fique em dúvida sobre qual é o apartamento que mais combina com o seu estilo de vida. Por isso, o recomendado é contar com o auxílio de profissionais especializados nesse ramo. Eles estão aptos para esclarecer as principais questões envolvendo cada estrutura.

Agora que já conhece os principais tipos de apartamentos, siga a URBS Imobiliária nas redes sociais e acompanhe os próximos conteúdos exclusivos em primeira mão! Estamos no Facebook, Instagram e YouTube!


Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Categorias: Mercado e Investimentos