Blog

taxa de retorno de investimento imobiliario

Taxa de retorno de investimento imobiliário: como calculá-la?

por URBS Imobiliária - Publicado em 23 de janeiro de 2020
taxa de retorno de investimento imobiliario
Tempo de leitura 5 min

O investimento em imóveis é reconhecido como uma das aplicações mais seguras e rentáveis, mas vale ressaltar que não é uma tarefa tão simples. É preciso se planejar bem e utilizar as ferramentas e estratégias corretas para tomar decisões que venham a gerar lucro. Uma delas é a taxa de retorno de investimento imobiliário.

Você já ouviu falar desse termo? Trata-se de um indicador que demonstra qual o lucro obtido com determinada aplicação. Por esse motivo, é um cálculo que todo investidor deve saber fazer para fundamentar suas escolhas.

Neste post, nós explicaremos melhor o que é essa métrica, como calculá-la e o que você deve considerar para garantir negociações mais tranquilas e lucrativas. Acompanhe!

Entenda o que é a taxa de retorno de investimento imobiliário

O Retorno sobre Investimento (ou ROI, sigla para o termo em inglês Return on Investment) é uma das métricas mais utilizadas no mundo dos negócios. Afinal, ela indica o potencial rendimento de determinada aplicação. Desse modo, antes de tomar a decisão, o investidor realiza o cálculo para se assegurar de que o aporte que pensa em fazer realmente tratá o lucro esperado.

Então, esse indicador é imprescindível para fazer escolhas mais seguras e lucrativas no meio corporativo. E isso não seria diferente com os investimentos imobiliários. Apesar de ser considerado um dos ramos mais seguros para se investir, deve-se tomar certos cuidados e ter muita atenção aos detalhes para garantir o maior retorno.

Os imóveis são bens de alto valor. Consequentemente, as negociações também giram em torno de altas somas. Uma decisão errada pode fazer com que o investidor tenha um grande prejuízo.

Portanto, a taxa de retorno de investimento imobiliário é utilizada para saber qual a margem de lucro a ser obtida com a revenda ou a locação de um imóvel. Ou, ainda, com a aplicação de recursos em fundos imobiliários.

Saiba como calcular o ROI no mercado imobiliário

O primeiro passo para calcular a taxa de retorno de investimento imobiliário é ter algumas informações em mãos. Você precisa saber qual o valor total do investimento, ou seja, não é apenas o valor do imóvel em si. Considere também os gastos com documentos, reformas, impostos e taxas de manutenção.

O cálculo do ROI é bastante simples. Basta subtrair o valor total investido do retorno. Em seguida, divide-se o resultado pelo mesmo valor total investido. Veja a fórmula:

ROI = (retorno – valor total investido) / valor total investido

Digamos que você tenha adquirido uma propriedade por R$ 400 mil e teve R$ 25 mil de despesas com reformas, impostos, taxas e documentação, o que totaliza R$ 425 mil. Então, você decidiu colocá-lo à venda e recebeu uma proposta de R$ 510 mil. Assim, ao calcularmos o ROI, teremos:

ROI = (510.000 – 425.000) / 425.000

ROI = 0,2

Tendo em vista que o ROI é expresso em porcentagem, multiplicamos o resultado acima por 100. Como resultado, temos que o seu lucro seria de 20% nessa negociação.

No caso de locação desse imóvel, o cálculo é um pouco diferente, pois há o fato de que o proprietário será remunerado mensalmente. Ainda com base no exemplo anterior, vamos supor que, em vez de revender o imóvel, você optou por alugá-lo a um valor de R$ 3.100 por mês.

Para calcular o ROI desse caso, basta dividir o preço da locação pelo valor total investido na compra do imóvel e multiplicar o resultado por 100. Observe:

ROI = (3.100 / 425.000) × 100

ROI ≅ 0,73

Repare que a multiplicação por 100 já entrega o resultado em forma de porcentagem. Ou seja, você terá um ROI de aproximadamente 0,73% ao mês, totalizando em um retorno de investimento equivalente a 8,76% ao ano.

Como você viu, o ROI é uma métrica importante também para analisar qual opção é mais vantajosa: se a revenda ou a locação.

Veja o que mais é preciso considerar

Como você observou, calcular a taxa de retorno de investimento imobiliário é algo bem simples. Entretanto, além do ROI, é necessário levar alguns fatores em consideração para não ter um resultado distorcido e poder investir em imóveis corretamente.

O primeiro deles está relacionado aos custos com o investimento. Se você deseja comprar um imóvel usado, avalie se as despesas com reforma, reparos, melhorias, documentação, impostos e taxas compensam a sua aquisição. O ideal é montar um orçamento desses gastos, estimar quanto o imóvel valerá após as obras e, então, calcular o ROI para estimar se haverá lucro.

Outro ponto essencial é fazer a avaliação correta do imóvel, tanto para revenda quanto para locação. É verdade que um preço alto eleva o ROI, mas se for acima do mercado, não haverá interessados na negociação. Aliás, lembre-se de que uma casa ou apartamento desocupado gera despesas com manutenção e nenhum retorno.

O ideal é procurar investir em um imóvel bem localizado, com avaliação correta e que seja atrativo a compradores ou locatários.

Conheça o Fundo de Investimento Imobiliário

Os Fundos de Investimento Imobiliário (FIIs) são uma alternativa segura e rentável para diversificar os investimentos. Ao optar por essa modalidade, você contará com um gestor especializado que acompanha diariamente o patrimônio, o mercado e os rendimentos. Desse modo, ele consegue identificar oportunidades para obter o máximo de retorno.

Você adquire pequenas partes de imóveis quando investe nesses fundos. Caso compre papéis de um grande shopping center ou de uma grande rede de hotéis, por exemplo, você terá um rendimento muito bom — inclusive, poderá viver da renda.

O valor do retorno varia porque está sujeito às oscilações do mercado. No entanto, bons fundos costumam render entre 0,75% e 1%, o que é uma taxa excelente.

Portanto, aplicar o dinheiro em imóveis é uma opção segura e rentável. Para usufruir da boa lucratividade que esse mercado oferece, faz toda a diferença entender como calcular a taxa de retorno de investimento imobiliário e, ainda, diversificar as modalidades.

Gostou de aprender como otimizar seus investimentos e tomar decisões de forma mais segura? Então, que tal se aprofundar nesse assunto? Temos um post que explica em detalhes como saber se um ativo imobiliário está realmente valorizando. Boa leitura!


Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Categorias: Mercado e Investimentos