Blog

tabela sac e price

Tabela SAC ou Price: qual escolher no financiamento imobiliário?

por URBS Imobiliária - Publicado em 07 de outubro de 2019
tabela sac e price
Tempo de leitura 5 min

Você sabe a diferença entre Tabela SAC e Price? Ambas são formas de amortização de financiamento de imóveis. Com a volta do crescimento do mercado imobiliário, muitas pessoas veem o sonho de conquistar a casa própria mais perto de ser realizado. Para isso, financiamento é a forma mais utilizada.

Por se tratar de um contrato de longo prazo, é preciso ficar atento a alguns detalhes para evitar arrependimentos. O principal é sobre o sistema de amortização, pois impacta diretamente no valor das parcelas.

Pensando nisso, preparamos este post para que você entenda a diferença entre a Tabela SAC e Price e, assim, escolha a modalidade mais vantajosa para o seu perfil. Acompanhe!

Afinal, o que é amortização?

Antes de falarmos sobre a Tabela SAC e a Tabela Price, é necessário compreender o que é amortização. Basicamente, é o pagamento do valor bruto emprestado pelo banco ou instituição financeira. Isto é, quando um indivíduo solicita um financiamento imobiliário, o banco concede o valor do imóvel, mas cobra esse montante acrescido de juros e outros encargos.

Então, cada parcela do financiamento é composta de duas partes: uma referente a uma fração do valor do imóvel e outra composta de juros. Por exemplo, se o total de uma prestação for R$ 1218 e seus juros forem equivalentes a 1,5%, o valor da amortização é R$1200 e dos juros é R$18.

A Tabela SAC e a Price representam duas formas diferentes de amortizar a dívida do financiamento. Logo, dependendo da tabela escolhida, a prestação e os juros sobre o valor podem ser diferentes, mesmo que o valor financiado, prazo e taxas sejam os mesmos.

Como funciona a Tabela SAC?

SAC é a sigla para Sistema de Amortização Constante. Como a própria denominação diz, a amortização do financiamento é constante ao longo do pagamento. Desse modo, o saldo devedor diminui a cada mês. Como os juros incidem sobre o valor residual, eles também serão menores conforme o tempo passa.

Digamos que o valor de um financiamento seja de R$ 420 mil divididos em 60 parcelas com amortização de R$ 7 mil e juros de 1%. A taxa de juros é aplicada sobre o saldo devedor do mês anterior. Logo, a primeira parcela a ser paga será composta de R$ 7 mil da amortização mais R$ 4200, que corresponde a 1% sobre os R$ 420 mil, totalizando uma parcela de R$ 11.200.

No mês seguinte, o saldo devedor será de R$ 420 mil menos o valor amortizado, que é de R$ 7 mil. Ou seja, o saldo devedor será de R$ 413 mil. A prestação será de R$ 7 mil mais os juros sobre o saldo devedor (1% sobre R$ 413 mil), resultando em uma parcela total de R$ 11.130.

Como você viu, o valor da parcela diminui a cada mês. Sendo assim, na Tabela SAC, a amortização é constante e os juros decrescem. Com isso, as parcelas são menores a cada mês.

E a Tabela Price?

É também conhecida como sistema francês de amortização. Nessa modalidade, o valor total dos juros é somado ao principal da dívida (ou seja, ao valor de avaliação do imóvel). Em seguida, a soma é dividida pelo número de parcelas fixadas em contrato. Assim, o valor da parcela é fixo do começo ao fim do contrato.

No entanto, a amortização é menor no início e aumenta com o tempo, enquanto os juros diminuem. Esse processe se inverte conforme a quitação se aproxima. Em outras palavras, no começo do financiamento paga-se uma parte maior correspondente aos juros e uma parte menor referente ao principal da dívida.

Com o passar do tempo, essa situação se inverte até que o comprador pague um valor pequeno de juros e uma fração maior do principal da dívida.

Quais as principais diferenças entre a tabela SAC e Price?

Ambas as tabelas apresentam tanto vantagens quanto desvantagens. Com relação à Tabela SAC, o maior benefício é o fato de pagar um montante menor a cada mês. Dessa forma, conforme o pagamento é feito, há uma certa folga no orçamento do mês seguinte.

O ponto negativo é que as prestações iniciais costumam ser mais elevadas se comparadas às que utilizam a Tabela Price. Comprar um apartamento ou uma casa com um financiamento que utiliza a tabela SAC é uma boa opção para quem consegue antecipar ao máximo as parcelas iniciais.

Por sua vez, o ponto positivo da Tabela Price é que permite um melhor planejamento financeiro, visto que as parcelas são fixas até o fim do contrato. A desvantagem é que, até aproximadamente metade do prazo de pagamento, apenas os juros são pagos, enquanto a amortização é lenta.

Qual das modalidades é a melhor?

Conforme você viu no tópico anterior, as duas formas de amortização oferecem tanto vantagens quanto desvantagens. Para saber qual é a melhor opção, é preciso analisar qual delas se encaixa melhor em sua situação financeira.

Então, se você dispõe de um bom montante para arcar com prestações mais altas no início do contrato, mas deseja que as parcelas diminuam com o tempo para que, por exemplo, você assuma o financiamento de um automóvel, a Tabela SAC é uma boa opção.

Porém, caso você não tenha como pagar valores mais altos no começo do financiamento, a Tabela Price é a melhor alternativa, pois as parcelas são menores se comparadas às que utilizam a SAC. Então, a escolha do sistema de amortização depende da sua capacidade de pagamento na assinatura do contrato.

O ideal, então, é que você faça simulações utilizando os dois métodos e analise-os com atenção para decidir qual é a escolha mais adequada ao seu perfil.

Agora que você já conheça melhor as diferenças entre a Tabela SAC e Price, é possível fazer um planejamento mais detalhado para adquirir o seu imóvel. Uma imobiliária de confiança pode ajudar na escolha, pois tem experiência e conhecimento de mercado. Então, aproveite as explicações para começar a realizar esse sonho ainda hoje!

Quer se aprofundar mais no assunto? Então, aproveite a visita no blog e leia nosso post para saber como funciona o financiamento de imóveis. Boa leitura!


Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Categorias: Mercado e Investimentos