Blog

comprar um imóvel com o Minha Casa Minha Vida

Saiba como comprar um imóvel com o Minha Casa Minha Vida

por URBS Imobiliária - Publicado em 07 de maio de 2019
comprar um imóvel com o Minha Casa Minha Vida
Tempo de leitura 6 min

A compra do primeiro imóvel é o principal objetivo de muitas pessoas, mas, para alcançá-lo, é preciso muito esforço, planejamento e dedicação. Em muitos casos, para viabilizar essa aquisição, o comprador deve procurar por um crédito imobiliário, sendo que, dentre as várias opções existentes, o Minha Casa Minha Vida é uma das que oferecem as melhores condições.

Entretanto, por se tratar de um programa habitacional do Governo Federal, nem todo brasileiro apresenta as condições exigidas para se tornar um beneficiário. Apesar disso, é possível que pessoas com uma renda familiar de até R$ 9 mil consigam o benefício, o qual permitirá adquirir um apartamento com um bom padrão de construção.

Como esse assunto ainda gera muitas dúvidas, escrevemos este artigo para lhe ajudar a entender melhor como comprar um imóvel com o Minha Casa Minha Vida. Boa leitura!

O que é e como funciona o Minha Casa Minha Vida?

Anualmente, o IBGE realiza um estudo para conhecer melhor a sociedade brasileira, sendo que a habitação é uma dos vários temas pesquisados. Na análise divulgada em 2007 foi constatado que existia no Brasil um déficit habitacional de 7,9 milhões de moradias, o qual englobava 21% da população brasileira.

Para reverter essa situação, o Governo Federal lança em 2009 o Programa Minha Casa Minha Vida, com o principal objetivo de ajudar as famílias de média e baixa renda a adquirirem o primeiro imóvel. Para isso, seriam feitas parcerias entre a iniciativa privada, as organizações não governamentais e o poder público para construir residências que seriam adquiridas pelos beneficiários por meio de um financiamento subsidiado.

Atualmente, apenas famílias que têm renda inferior a R$ 9 mil são aceitas pelo programa, sendo que, quanto menor for o faturamento familiar, maiores serão os benefícios. Dessa forma, o Governo Federal consegue proporcionar maiores vantagens para quem mais precisa, as quais podem ser:

  • pagar parte do valor de compra do imóvel;
  • quitar parte do valor de entrada do financiamento imobiliário;
  • reduzir o valor cobrado pelo seguro do financiamento;
  • oferecer taxas de juros mais acessíveis.

Quem pode participar do programa?

Como o Minha Casa Minha Vida é um programa habitacional, para conseguir os benefícios oferecidos é preciso atender a alguns critérios, sendo que o principal é a renda mensal familiar. Além disso, é obrigatório que o imóvel a ser adquirido seja utilizado como residência do titular, a qual precisa estar situada na cidade em que ele já vive ou trabalha.

Como o objetivo do MCMV é reduzir o déficit habitacional existente, o beneficiário não pode ter outro imóvel em seu nome. Também é proibido alugar ou ceder a terceiros a residência financiada. Para que o financiamento seja aprovado, o candidato não pode apresentar restrições ao crédito e a parcela não deve comprometer um valor superior a 30% da renda familiar.

Quais são as faixas do MCMV?

Como os recursos do Minha Casa Minha Vida são limitados, o Governo Federal teve que encontrar um meio para proporcionar mais vantagens para as famílias que realmente precisam e que se encontram em condições mais precárias. Dessa forma, o programa apresenta quatro faixas de acordo com a renda familiar, as quais proporcionam maiores benefícios para quem tem menor faturamento mensal.

De acordo com as regras atuais, as faixas do Minha Casa Minha Vida são:

Faixa 1

Esta faixa contempla famílias que apresentam renda mensal de até R$ 1.800,00. Por favorecer aqueles que apresentam menor faturamento, o governo proporciona os maiores benefícios. Assim, o MCMV quita até 90% do valor do imóvel, sendo que o remanescente pode ser quitado em 120 prestações mensais, as quais não podem ultrapassar 10% do ganho mensal.

Nessa faixa também são cobrados os menores juros, os quais poderão chegar a zero. Além disso, o valor máximo do imóvel é de R$ 98 mil, sendo que ele também servirá como garantia do financiamento.

Faixa 1,5

A Faixa 1,5 contempla famílias com renda mensal entre R$ 1.800 a R$ 2.600. O beneficiado conseguirá um subsídio de até R$ 45 mil para quitar a entrada do imóvel, sendo que o restante poderá ser financiado em até 30 anos a uma taxa de juros anual de 5%. Nesse caso, o programa permite a aquisição de uma residência com valor máximo de até R$ 135.000,00.

Faixa 2

Nesta faixa são contempladas as famílias que apresentam faturamento mensal entre R$ 2.600 e R$ 4.000, sendo que o beneficiário terá 30 anos para quitar o financiamento adquirido. Além disso, o imóvel poderá ser subsidiado em até R$ 27,5 mil e ter um valor máximo de até R$ 190.000,00 na região Centro-oeste.

As taxas de juros ainda são menores do que as praticadas no mercado, sendo que elas variam entre 5,5% a 7%, dependendo da renda familiar.

Faixa 3

A última faixa do programa contempla famílias que apresentam renda mensal de até 9 mil reais. Nesse caso, o governo não concede subsídios, contudo são oferecidos juros menores do que os praticados pelo mercado. Assim, para famílias com renda de até R$ 7 mil consegue-se uma taxa de 8,16% ao ano, já para os demais casos a tarifa anual é de 9,16%.

Assim, como acontece na Faixa 2, o contemplado tem um número maior de opções de compra, podendo escolher entre adquirir uma residência nova já construída, um imóvel na planta ou construir a sua própria casa — nesta situação o crédito também poderá ser usado na aquisição do terreno. Na Região Centro-Oeste é possível financiar um imóvel com valor máximo de R$ 190.000,00.

Qual tipo de imóvel é possível comprar com o Minha Casa Minha Vida?

Como se pode perceber, é possível comprar uma grande variedade de imóveis utilizando os benefícios do Minha Casa Minha Vida. Caso o beneficiário esteja na Faixa 2 e 3 do programa, ele poderá adquirir uma residência que custe até R$ 190.000,00 na região Centro-oeste.

Dessa forma, consegue-se encontrar apartamentos de ótimo padrão, como os que serão entregues pelo Parque Goiá em Goiânia. Esse empreendimento imobiliário é um verdadeiro condomínio clube, o qual oferece aos seus moradores uma grande variedade de opções de lazer e uma infraestrutura invejável, que proporciona mais qualidade de vida e praticidade ao dia a dia.

De qualquer forma, sempre é bom saber como comprar um imóvel com o Minha Casa Minha Vida. Afinal, por meio dos benefícios oferecidos pelo programa fica mais fácil atingir o objetivo de adquirir a sua primeira residência.

Caso você queira saber mais sobre como ser contemplado pelo MCMV, que tal entrar em contato conosco? Nós teremos o prazer em lhe ajudar e tirar todas as suas possíveis dúvidas. Até mais!


Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Categorias: Dicas