Blog

revestimento 3d

Revestimento 3D: saiba como funciona e quais as vantagens

por URBS Imobiliária - Publicado em 02 de setembro de 2019
revestimento 3d
Tempo de leitura 6 min

O universo do design e da decoração vive se reinventando. A cada temporada, o público pode se deparar com uma série de novidades e tecnologias capazes de embelezar e modernizar qualquer ambiente. Uma delas, é o famoso revestimento 3D — uma maneira bem interessante de decorar as paredes, garantindo mais volume e textura para o espaço.

Tendência absoluta no momento, esse material ainda pode ser encontrado em diversos materiais no mercado, que vão desde o tradicional gesso até o porcelanato, garantindo assim, opções incríveis e para todos os gostos.

E como queremos que você fique sempre por dentro do que acontece no segmento, trouxemos para o post de hoje todas as informações sobre essa maneira de transformar as paredes. Quer saber mais? Então, não deixe de acompanhar a leitura e se aprofundar no tema!

Revestimento 3D: tudo sobre essa novidade

O mercado de decoração é bem diversificado. Basta fazer uma pequena pesquisa nas lojas especializadas, que conseguimos encontrar uma infinidade de revestimentos e que se encaixam em todo e qualquer estilo — desde os mais simples e básicos até os elaborados e bem modernos, como é o caso das opções em 3D. Mas afinal, você sabe do que se trata esse produto?

Explicamos: esse tipo de material é produzido a partir de placas que, juntas, são capazes de formar painéis tridimensionais. De acordo com o gosto e as necessidades do cliente, é possível encontrar superfícies com baixo ou alto relevo, que são excelentes para adicionar um toque extra de volume nas paredes de um ambiente — seja ele residencial ou comercial.

Prático e extremamente versátil, o revestimento 3D ainda consegue ser aplicado em outras superfícies, não se limitando às paredes — muros e tetos também costumam receber muito bem esse elemento. Inclusive, o produto pode ser produzido a partir de diferentes materiais. Dos mais comuns, estão:

  • o gesso;
  • o PVC;
  • o alumínio;
  • o porcelanato;
  • o bambu.

Dica de ouro: antes de escolher o seu revestimento 3D, é importante analisar bem o ambiente e identificar qual o tipo de material melhor conversa com a decoração presente no local.

E as vantagens?

Engana-se quem imagina que a única vantagem do revestimento 3D está na sua beleza. Muito além disso, esse material carrega uma série de benefícios, que vão desde a própria estética, passando pelo custo-benefício, até a facilidade de manutenção. Dê uma olhada:

Beleza

De fato, a primeira e grande vantagem do revestimento 3D está na sua capacidade de embelezar o cômodo. Ao aplicá-lo, você conseguirá adicionar, instantaneamente, um toque moderno, refinado e muito original no espaço.

O mais bacana, é que o mercado do design conta com placas em diversos tamanhos, formatos, cores e tipos de relevo, permitindo que o público consiga montar painéis personalizados e perfeitos para transmitir o estilo dos moradores.

Custo-benefício

Essa vantagem costuma atrair — e muito — o público: o custo-benefício. De acordo com o material escolhido, o revestimento 3D pode se tornar um excelente investimento para o seu lar.

O motivo? Revestimentos em 3D de azulejo ou o porcelanato, são bem resistentes e podem ser aplicados em qualquer cômodo, uma vez que apresentam longa durabilidade e não se deterioram com facilidade. Para acertar em cheio na escolha, a única recomendação é que você analise com cuidado o tipo de produto escolhido para cada ambiente. Locais como a cozinha, o banheiro e as áreas externas, por exemplo, pedem por placas decorativas mais duráveis e com baixa absorção de umidade. Não se esqueça!

Fácil instalação e praticidade na manutenção

Para muitos moradores, não há nada melhor do que um acabamento bonito e que consiga oferecer uma manutenção simples no dia a dia. Pois saiba, desde já, que o revestimento 3D conseguirá proporcionar a você esses diferenciais!

Isso porque, a sua instalação é muito simples, dispensando o temido “quebra-quebra” e evitando bagunça ou sujeira exagerada. A sua única missão, será contratar um profissional capacitado no assunto e, principalmente, garantir que a parede esteja lisinha, sem buracos ou relevos.

Já ao longo dos dias, esse material demanda pouco cuidado. Para manter as placas limpas e bonitas, será preciso apenas passar um pano — pouquíssimo úmido — para eliminar o acúmulo de poeira. Se preferir, ainda é possível aplicar uma mistura de água e sabão neutro, dispensando o uso de produtos químicos. Bem fácil!

Onde aplicar o revestimento 3D

Como citamos acima, o revestimento 3D é bem prático e versátil: ele pode ser aplicado em qualquer cômodo, desde que você tenha cuidado na escolha do material. Primeiro, é preciso certificar de que as placas combinam bem com o estilo de decoração do ambiente.

Também é importante conferir o volume do revestimento. Por exemplo: para espaços pequenos ou com muitos móveis, a dica é optar pelos modelos com baixo efeito de volumetria. Caso contrário, o resultado ficará exagerado e visualmente incômodo para os moradores. O segredo é sempre prezar pelo equilíbrio!

Agora que você já sabe quais são os principais cuidados antes de escolher o revestimento 3D, chegou a hora de descobrir como levar essa proposta fantástica para os cômodos do seu lar. Veja as nossas sugestões:

Sala de estar ou jantar

Quer adicionar um toque extra de estilo na sua sala de estar ou de jantar? Para que o resultado fique bem equilibrado, a recomendação é aplicar o revestimento 3D em paredes que não tenham janelas, móveis ou quinas. Em espaços pequenos, prefira os materiais em tonalidades claras, como o branco, o off-white, o nude ou o cinza. Já em locais com ampla metragem, vale a pena deixar a criatividade falar mais alto e recorrer aos tons intensos — vermelho, verde e azul são boas opções.

Dormitório

Nos quartos, uma excelente opção é recorrer ao revestimento 3D como forma de substituir uma pintura sem graça ou, até mesmo, aquele papel de parede já ultrapassado. Procure evitar os modelos com muito volume e, sempre que possível, invista na boa iluminação do ambiente, que é excelente para valorizar cada detalhe tridimensional do material.

Cozinha

Pensava que a cozinha não combinava com o revestimento 3D? Nada disso! Esse espaço recebe muito bem as placas decorativas — desde que você tome alguns cuidados. Durante a escolha, prefira os modelos produzidos a partir de PVC ou porcelanato, que são mais resistentes e não se deterioram facilmente com a umidade. A mesma dica vale para os banheiros e lavabos!

Como conseguimos notar, o revestimento 3D é uma excelente alternativa para quem deseja repaginar o ambiente: ele é esteticamente bonito, conta com um excelente custo-benefício e pode durar muitos anos no seu lar. Vale a pena considerar essa alternativa!

Gostou do nosso post e quer continuar recebendo outros conteúdos valiosos? Então, não perca tempo: assine já a nossa newsletter e receba dicas exclusivas diretamente no seu e-mail!