Blog

decoração funcional

Decoração funcional: o que eu preciso saber sobre o assunto?

por URBS Imobiliária - Publicado em 14 de agosto de 2019
decoração funcional
Tempo de leitura 6 min

A população brasileira não para de crescer. De acordo com uma pesquisa realizada pelo IBGE, até 2047 o país contará com 233 milhões de habitantes. E para abrigar tantas pessoas, boa parte dos indivíduos tende a se mudar para casas ou, mais precisamente, apartamentos de metragens reduzidas.

A princípio, você pode até imaginar que esses espaços são incômodos e nada práticos, mas acredite: com a decoração funcional, é possível deixar cada ambiente mais preparado e adaptado para o dia a dia.

Porém, será que você sabe, de fato, como colocar essa ideia em prática e aproveitar todos os benefícios da decoração funcional? Em caso negativo, pode relaxar. Neste post, explicaremos todos os detalhes sobre o assunto, além de algumas dicas práticas e extremamente úteis. Acompanhe!

O que é a decoração funcional?

Atualmente, muito se tem falado sobre a decoração funcional, principalmente entre aqueles que contam com uma rotina agitada e quase não têm tempo para organizar o lar. Então, os cômodos compactos e funcionais surgiram com o objetivo de otimizar o espaço e proporcionar mais qualidade de vida para qualquer família.

A decoração funcional é uma das grandes tendências do design de interiores e, para quem não sabe, esse conceito é baseado em duas características importantíssimas na arquitetura: a praticidade e a beleza dos ambientes.

Basicamente, para que um espaço seja considerado funcional, ele precisará ser integrado, apresentar toda a sua mobília bem distribuída e, inclusive, favorecer a circulação de pessoas em qualquer horário do dia. Ou seja, é uma maneira de aproveitar cada centímetro do espaço e explorar, ao máximo, as funções que o local tem para oferecer.

Contudo, e ao contrário do que se acredita, não basta encher um cômodo com estantes e prateleiras. Em um projeto de decoração funcional, é essencial considerar alguns pontos básicos — e bem importantes. São eles:

  • as cores;
  • a iluminação;
  • a tapeçaria;
  • a mobília;
  • os itens decorativos.

Quais as vantagens desse conceito?

Não é à toa que a decoração funcional está dando o que falar entre os moradores e profissionais da área. Ao investir nela, é possível aproveitar inúmeras vantagens. A seguir, listamos as principais. Veja:

  • esse estilo de composição permite que o seu cômodo fique melhor iluminado;
  • é a alternativa certa para quem deseja liberar espaço em qualquer ambiente;
  • é uma boa oportunidade para manter a sua casa mais bonita, agradável e transmitir a sensação de bem-estar;
  • você conseguirá armazenar todos os seus pertences, seja com a ajuda de prateleiras, nichos, estantes ou armários;
  • normalmente, esse tipo de decoração é criado a partir do uso de materiais de qualidade, o que significa que, tão cedo, você não terá novos gastos com a mobília;
  • tal combinação também é extremamente versátil e consegue se adaptar conforme as necessidades de toda a família.

Como aplicar a decoração funcional em um ambiente?

A decoração funcional pode ser aplicada em todo e qualquer cômodo de um lar — da cozinha até a área gourmet. O objetivo é manter o espaço bem equipado e preparado para proporcionar conforto, facilidade e um toque de beleza no dia a dia dos moradores.

Avalie a sua rotina e identifique as suas necessidades

O primeiro passo para aplicar a decoração funcional em seu lar é avaliando — muito bem — as necessidades de toda a família. Até porque de nada adianta montar um ambiente lindíssimo e pautado por todas as tendências do design se, no fim das contas, o espaço é incapaz de facilitar a rotina dos moradores.

Portanto, comece analisando o dia a dia de cada integrante da família e levante algumas questões básicas, como:

  • a agenda dos moradores é muito corrida?
  • Vocês precisam de algum móvel que seja prático e consiga otimizar as atividades diárias?
  • Na casa, há crianças ou idosos que exigem mais cuidado e segurança?
  • O que poderia ser modificado nos ambientes para proporcionar mais conforto?

Faça uma lista das atividades realizadas em cada cômodo

Caso esteja encontrando dificuldade para identificar o que pode ser modificado em um determinado cômodo, uma boa solução é criar uma lista. Isso mesmo! Essa etapa pode ser realizada facilmente, seja com um papel e caneta ou por meio do computador. Funciona assim:

  1. liste todos os cômodos da sua casa — é importante considerar até mesmo os espaços que são pouco utilizados;
  2. em seguida, aponte quais são as atividades realizadas pelos moradores em cada um desses ambientes;
  3. finalize a planilha identificando o que pode ser melhorado nos cômodos — vale adicionar informações sobre os móveis, a iluminação, a disposição dos objetos, dentre outros.

Aposte na integração de ambientes

A famosa integração de ambientes é uma das técnicas que fazem parte da decoração funcional. Como o seu nome já revela, esse método consiste em eliminar as paredes que dividem dois ou mais cômodos, criando um espaço único. Ao apostar nessa estratégia, os moradores poderão se beneficiar de áreas mais amplas e práticas para o dia a dia.

Mas nem tudo são flores e, para alcançar um bom resultado, é fundamental ter cuidado com algumas questões.

Quer ver um exemplo? Quando integramos a sala de estar e a cozinha, esses dois espaços precisam, obrigatoriamente, estar sempre muito bem organizados. Também é bacana investir em móveis de qualidade e eletrodomésticos esteticamente bonitos. Dos cômodos que são frequentemente integrados, podemos destacar:

  • a sala de estar com a cozinha;
  • a sala de jantar com a cozinha;
  • a sala de estar com a varanda;
  • a cozinha com a área gourmet;
  • o dormitório com o closet e banheiro.

Considere o uso de móveis planejados

Por fim, não se esqueça de recorrer ao uso dos móveis planejados. Com esse tipo de mobília, você conseguirá não somente otimizar o espaço, como também fazer com que cada cômodo fique do jeito que sempre sonhou — afinal, essas peças são pensadas exclusivamente para suprir todas as necessidades da sua família.

Durante a elaboração do projeto, ainda há a possibilidade de escolher o material dos móveis, a cor das peças, o estilo do acabamento e outros detalhes essenciais.

E para garantir que essa estratégia seja realmente eficiente, lembre-se de apostar em nichos, prateleiras, beliches integradas a armários, escrivaninhas compactas, pufes que se transformam em mesas de centro e mais uma série de peças que carreguem uma proposta funcional. Não tem erro!

Viu, só? Com a decoração funcional, é possível ter muito mais praticidade — e beleza — em seu lar. Siga as nossas dicas e você não vai se arrepender!

Para continuar por dentro de outros conteúdos interessantes como este, não perca tempo: assine já a nossa newsletter e receba as novidades do mundo da decoração diretamente no seu e-mail!