Blog

condominio sustentavel

Condomínio sustentável: quais estratégias podem ser aplicadas?

por URBS Imobiliária - Publicado em 22 de abril de 2020
condominio sustentavel
Tempo de leitura 6 min

Se você vem pensando em quais estratégias podem ser aplicadas para um condomínio sustentável e ainda não tem clareza sobre esse assunto, fique tranquilo. Neste post, vamos detalhar cada uma das principais possibilidades para que você possa aproveitar dessas alternativas e colaborar para um local mais responsável.

Além do mais, as soluções que apontaremos aqui não se aplicam somente à coletividade. Muitas delas podem ser utilizadas na sua própria casa, independentemente da ação de outras pessoas. Para entender melhor do que estamos falando, continue lendo e aprenda com as informações a seguir.

Quais estratégias podem ser aplicadas para ter um condomínio sustentável?

Bom, os principais recursos, que são a base da vida moderna, têm a ver com o uso de água e de energia elétrica. Porém, não vamos resumir nossa abordagem apenas a esses aspectos; vamos ensinar, também, como você pode fazer da sua casa um lugar mais verde, agradável e que contribua para um meio ambiente saudável.

Confira os direcionamentos abaixo e aproveite para mudar a forma como vem lidando com essas questões.

Como fazer o uso inteligente de água?

Vamos partir das alternativas que podem ser aplicadas por você de forma independente dos demais moradores. O primeiro ponto a ser adotado são torneiras com temporizador.

Elas impedem que, por esquecimento ou qualquer outra razão, torneiras fiquem abertas de forma desnecessária, gerando desperdício desse recurso natural tão essencial para a vida. Obviamente, tal estratégia reduz também as contas de água no imóvel.

Vale lembrar que essa primeira solução pode ser estendida para o condomínio, caso haja bebedouros e outros pontos com água que são utilizados de forma compartilhada. Isso gera economia e torna o uso mais sustentável para todos.

A captação da água de chuva também pode ser feita tanto na sua residência como para a criação de um reservatório no condomínio. Desde tarefas de limpeza, passando pela rega das plantas do seu jardim até a manutenção do próprio condomínio, essa solução pode ser extremamente benéfica e viável.

Dizemos isso, pois o processo de instalação de cisterna e sistema de coleta não é tão caro, nem muito complexo. Assim sendo, economia e sustentabilidade andam juntas.

Para finalizar, é possível realizar a manutenção preventiva do uso da água. Por exemplo: acordos proibitivos sobre desperdício, como no uso de mangueiras para limpar calçadas. Isso pode ajudar bastante no desenvolvimento de um condomínio sustentável e trazer benefícios ao meio ambiente e aos moradores de uma forma geral.

Como economizar energia?

Os telhados verdes, por mais que possam ter um custo maior para ser implantados geram uma vantagem enorme. Alguns condomínios já constroem casas nesse formato ou mesmo exigem que os moradores adotem tal planejamento na construção de suas casas.

Independentemente de qual será o meio para isso, tudo o que foi investido retorna em forma de economia, sustentabilidade e um ambiente mais agradável e ameno para se viver.

Por meio de um sistema que, ao mesmo tempo, refresca a temperatura da casa e captura água da chuva para nutrir o telhado vivo e reutilizar a água na residência, tem-se uma alternativa extraordinária para o meio ambiente.

Outra possibilidade interessante são os sistemas de energia solar, que podem ser adotados tanto individual quanto coletivamente. Ainda que tenham um certo custo para sua instalação, a economia é significativa, compensando todo o investimento.

Para finalizar, soluções simples e baratas, como lâmpadas econômicas, podem reduzir bastante o consumo de energia. Adotar eletrodomésticos que sigam esse mesmo padrão inteligente é outra possibilidade com um custo não tão elevado e que traz vantagens consideráveis.

Como aproveitar as áreas externas da casa?

Seja por meio de acordos que caracterizam o perfil do condomínio, seja por definição pessoal, é possível pensar em formas de aumentar ou criar áreas verdes nas casas.

Isso inclui a plantação de árvores frutíferas, hortas e demais opções que vão além do jardim meramente decorativo. Com a maior produção de oxigênio e frescor nas áreas externas, há um aumento da qualidade de vida e aprimoramento do próprio ambiente.

Além do mais, a prática da compostagem, por meio da qual se faz o reaproveitamento dos restos de alimento, que, muitas vezes, são descartados erroneamente, é outra forma de contribuir para um condomínio mais sustentável. São muitas as possibilidades.

Qual a importância e eficácia da coleta seletiva no condomínio sustentável?

Atualmente, a coleta seletiva já é algo amplamente difundido na sociedade brasileira, e o Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) tem diretrizes para as cores a serem adotadas em cada lixeira de acordo com o material que está sendo dispensado.

Esse sistema é bastante eficiente, e, quanto mais pessoas o adotarem, maiores os benefícios para o meio ambiente e a sociedade de uma forma geral.

Obviamente, se o desejo for produzir resultados mais significativos com essa solução, procure adotá-la de forma coletiva no condomínio sustentável. Isso pode ser feito pela seleção dos resíduos em cada casa, depositando-os em grandes coletores, a partir dos quais o material é levado para os centros de reciclagem, em que é devidamente separado e revendido para empresas que fazem uso de recicláveis.

Isso gera um círculo virtuoso que impede que os resíduos prejudiquem a natureza; afinal, em vez de dispensar o lixo como algo inútil, como comumente é feito, dá-se um novo uso a ele. Em larga escala, isso diminui o impacto ambiental do estilo de vida contemporâneo de forma expressiva.

Como você pôde ver, é completamente possível tomar atitudes e resoluções que contribuam para a definição de um condomínio sustentável. Seja de forma individual ou coletiva, é sempre gratificante adotar medidas que favoreçam o meio ambiente e gerem economia para quem investe em cada uma das soluções apresentadas.

Algumas delas são simples e baratas, outras podem exigir um esforço maior. Todavia, o resultado sempre compensa cada uma dessas atitudes. Não subestime isso.

Agora que você já entendeu quais estratégias podem ser adotadas para ter um condomínio sustentável, aproveite para compartilhar este post nas redes sociais. Assim, você faz com que mais pessoas se conscientizem sobre esse processo e possam fazer a sua parte para consolidar essa mudança urgente e necessária em nossa sociedade!