Blog

como definir metas

  Passo a passo: aprenda agora mesmo como definir metas financeiras

por URBS Imobiliária - Publicado em 17 de abril de 2020
como definir metas
Tempo de leitura 5 min

Ter sucesso financeiro é importante para conseguir realizar sonhos, viajar, aumentar o patrimônio familiar, ter mais tranquilidade e segurança na vida. Uma das coisas fundamentais para conseguir isso e evitar a procrastinação é entender como definir metas financeiras adequadamente.

Afinal de contas, é muito mais complicado conseguir algo que você ainda não sabe exatamente o que é. A prática de definir propósitos facilita o desenvolvimento e a execução de estratégias para alcançar os seus objetivos.

Neste conteúdo, separamos algumas dicas para ajudar você a definir as suas metas financeiras da melhor maneira possível. Boa leitura!

Faça o seu orçamento

A primeira etapa é, sem dúvidas, entender a sua atual situação financeira. Só após estabelecer o orçamento doméstico e verificar quais são as receitas e despesas mensais, vai ser possível criar metas realistas.

Existem vários aplicativos e programas que ajudam essa organização, como o Guiabolso e o Organizze. No entanto, também é válido fazer à moda antiga, realizando as anotações em um caderno ou agenda. O importante é ter controle de todos os valores que entram e saem no orçamento doméstico.

A prática é necessária para descobrir para onde vai o seu dinheiro, identificar e banir possíveis desperdícios, além de verificar quanto vai ser possível economizar nos próximos meses.

Organize seus objetivos

Você não quer dinheiro, quer os produtos e experiências que ele pode proporcionar. Para tornar o processo mais concreto e também para motivá-lo a agir, é essencial organizar quais são os seus objetivos.

Já parou para listar detalhadamente o que vai fazer com os recursos financeiros que vai juntar? Essa etapa também é fundamental para que você entenda quanto precisa poupar para conseguir realizar o que quer.

Veja alguns exemplos de objetivos:

  • pagar o estudo do filho em determinada universidade;
  • viajar pelo mundo com a família;
  • comprar uma casa;
  • ter independência financeira;
  • adquirir um sítio.

Depois de entender quais são os objetivos, é preciso pesquisar para estabelecer os valores que são necessários para realizá-los. Se a ideia é viajar pelo mundo, por exemplo, é preciso pensar em quais países quer visitar, qual vai ser o tipo de viagem (mais econômica ou mais luxuosa), entre outros detalhes indispensáveis para realizar a cotação.

Determine prazos

Muitas pessoas confundem objetivos com metas financeiras e param na etapa anterior. No entanto, ainda falta algo essencial: a determinação de prazos. Para isso, considere:

  • o valor que tem no momento;
  • o recurso e o tempo necessários para juntá-lo;
  • tarefas que vão precisar ser executadas;
  • processos burocráticos.

Ao estabelecer um prazo para conquistar cada um dos seus objetivos, fica mais fácil planejar o que e quando vai ser necessário realizar para ter sucesso. Para isso, pense no valor que precisa poupar, no que vai precisar fazer para ganhá-lo e em quanto tempo esse dinheiro estará disponível.

Além disso, definir uma data ajuda a melhorar a sua gestão do tempo, ou seja, você vai ficar mais produtivo. Com menos procrastinação e mais eficiência, é possível que as metas financeiras sejam alcançadas antes mesmo do prazo estabelecido.

Seja específico e realista

As metas precisam ser criadas para serem palpáveis e detalhistas. Não adianta definir uma meta absurdamente alta — como comprar uma mansão de 3 milhões de reais daqui a 3 meses, se na sua atual situação financeira é impossível poupar esse valor em tão pouco tempo.

Isso não significa que não é permitido sonhar alto, mas é importante criar metas compatíveis com a realidade para conseguir se planejar melhor. Para facilitar, é interessante dividir as metas. Veja como, a seguir.

Metas de curto prazo

As metas de curto prazo são as que podem ser alcançadas em até 1 ano. Elas podem ser importantes auxílios para os planos de médio e longo prazo. Um exemplo comum de objetivo é criar a reserva de emergência — um fundo financeiro que só deve ser usado em casos urgentes.

Não ter dívidas e ter um bom fundo de emergência são características indispensáveis para quem quer ter uma vida financeira estável. Se você ainda não tem essa tranquilidade, considere transformá-las em suas metas de curto prazo.

Metas de médio prazo

As metas de médio prazo são alcançáveis de 1 a 5 anos. Aqui, é possível pensar em objetivos mais audaciosos e que demandem mais recursos e planejamento, como o financiamento dos estudos dos filhos, a aquisição de um imóvel, uma viagem internacional.

Metas de longo prazo

As metas de longo prazo são aquelas que podem demorar 5, 10 ou mais anos para serem conquistadas. Geralmente, estão associadas aos planos de ter uma velhice mais tranquila ou até mesmo conquistar a independência financeira em determinada idade.

Você pode escolher trabalhar apenas com metas de médio prazo durante um período ou definir uma meta de cada tipo para focar. O importante é planejar adequadamente cada uma delas e não sobrecarregar o orçamento.

Invista

Seja qual for a sua meta financeira, faça o seu dinheiro trabalhar para você, ou seja, faça bons investimentos. Existem vários produtos financeiros e é interessante considerar as suas metas financeiras no momento de escolher o ideal para você.

Pesquise um investimento com a rentabilidade e liquidez (prazo em que o ativo se transforma em dinheiro e pode ser sacado) — é importante que ele esteja dentro do seu planejamento. Da mesma forma, é necessário escolher investimentos com baixo risco.

O mercado imobiliário, por exemplo, é uma excelente alternativa por ser um setor com ótima rentabilidade e solidez. Ele pode ser ideal para quem deseja construir um patrimônio ou garantir renda com a locação ou venda de imóveis.

Viu como definir metas é importante para tirá-las do papel? Lembre-se de fazer um controle periódico para entender quanto já tem e de quanto ainda precisa para conquistar o que quer. Além disso, é essencial reavaliar as metas de tempos em tempos e, se necessário, realizar alterações.

Se juntar dinheiro e comprar um imóvel faz parte das suas metas financeiras, aproveite para ler as nossas dicas de como realizar um planejamento financeiro para adquirir um apartamento!


Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Categorias: Dicas